O Karate de temporada

treinoO Karate, como arte marcial, visa o desenvolvimento integral do ser humano – do espírito, da mente e do corpo. Para isso, as pessoas precisam manter uma certa frequência nos treinos, galgando progressivamente um estado mais elevado de condicionamento.

Certa vez ouvi dizer que, no Japão, as academias de artes marciais ficam lotadas nas estações do ano em que a natureza impõe as condições mais rigorosas para o homem – são nevascas, tempestades com muita chuva e vento forte. Esse fenômeno do comportamento humano era justificado com o argumento que as pessoas buscavam não um mero treinamento de golpes, mas sim uma experiência de vida marcante.

Já no Brasil, as academias de lutas são procuradas por outros motivos – são aqueles que buscam uma defesa pessoal, uma filosofia de vida, um corpo bonito, um esporte, etc.

Contudo, se não houver uma periodicidade no treinamento, não haverá um resultado satisfatório! O Karate para funcionar como defesa pessoal tem que ser treinado com regularidade; o Karate para uma filosofia de vida precisa se tornar parte da própria vida da pessoa, o Karate para ter um corpo bonito ou para esporte precisa de condicionamento físico, ou seja, mais frequência.

Dessa forma, o Karate não pode ser tomado como um hobby ou um passa-tempo, pois no futuro os praticantes se esquivaram de sua responsabilidade com os treinamentos argumentando que o Karate não funciona para nada.

Essa reflexão foi tomando forma após o treino de Karate, realizado no último sábado, Grêmio Geraldo Santana. Lecionei para dois alunos,um faixa branca e outro faixa-preta, dando ênfase ao fato de que com o Karate não há férias, não se treina por temporadas – em qualquer estação do ano devemos prosseguir com o aprimoramento de nossas qualidades e a correção das imperfeições.

A formação de um karateca exige dedicação e esforço, da faixa branca a preta, com respeito e caráter. Por isso, ponha o seu kimono de Karate e vá treinar.

Oss!

Comments are closed