Kobudo

Na AKIRS, o treino de karate-do shotokan é complementado com o Kobudo, o uso das armas antigas de Okinawa. No início do karate de Funakoshi sensei no Japão, junto com as mãos vazias eram treinadas duas armas: Bo (bastão longo, de 1,80m) e o Sai (par de adagas com três pontas). Diversas fotos mostram Funakoshi sensei treinando com tais armas e na Universidade de Keio, em Tóquio, o primeiro clube da arte nas universidades japonesas, esta tradição ainda se mantém.

Funakoshi sensei com armas do Kobudo

A prática no dojo

Desde 2017, a AKIRS passou a contar com os estudos de Kobudo através da prática dos conteúdos aprendidos em diversos cursos e aulas de diversos professores.


Promovidos pelo Instituto Shinjigenkan e UFRGS, os cursos de Kobudo no Shotokan deram destaque aos kata conservados no dojo da Universidade de Keio e foram o início dos estudos da arte na AKIRS.

André sensei em Curso de Kobudo no Shotokan

 


Para aumentar o conhecimento em Kobudo, André Traichel sensei participou de curso com ênfase no bojutsu promovido pela FSK, com Denis Andretta sensei, da AGKS.


Além disso, André sensei esteve em Okinawa, Japão (2018), para treinar na linhagem Shinken Taira. Para isto foi aluno de Nagamine Tomoichiro sensei, do Uechiryu Ryushikai.

André sensei em Okinawa

 


Outra influência em nossos estudos são os kata e kihon aprendidos com Paulo Roberto sensei, 3º dan de Kobudo da Kenshinkan (RJ), em especial a arma nunchaku.


Assim, o Kobudo da AKIRS é composto, além dos Kihon, da seguinte forma:

Atualmente os treinos ocorrem durante as aulas regulares de Karate-do, em tópicos especiais ou em datas específicas. Interessante salientar que em nosso dojo atualmente não são feitas graduações específicas de Kobudo.

Comments are closed.